Você é sanguíneo, fleumático, colérico ou melancólico?

Detalhe da maior escultura da mostra O sentimento da Arquitetura – Giorgio de Chirico, em cartaz no MASP até 20 de maio de 2012

Giorgio de Chirico é um melancólico.
No outono de 1906, o jovem pintor se matriculou na Academia de Belas Artes de Munique. Com uma doença intestinal, acamado, ele leu — e amou para sempre – a filosofia de Nietzsche, Schopenhauer e Heráclito.

E, a partir de então, elegeu a pintura para exprimir sua melancolia. Dá uma passada lá no MASP para ver.

Mas o que é mesmo a melancolia?

A teoria dos quatro humores foi a principal explicação racional da saúde e da doença entre o século 4 a.C. e o século 17.

Segundo a teoria humoral, como também é conhecida, a vida seria mantida pelo equilíbrio entre quatro humores: sangue, fleuma, bílis amarela e bílis negra, procedentes, respectivamente, do coração, sistema respiratório, fígado e baço.

Cada um destes humores teria diferentes qualidades: o sangue seria quente e úmido; a fleuma, fria e úmida; a bílis amarela, quente e seca; e a bílis negra, fria e seca.

Segundo o predomínio natural de um destes humores na constituição dos indivíduos, teríamos os diferentes tipos fisiológicos: o sanguíneo, o fleumático, o bilioso ou colérico e o melancólico.

O melancólico é analítico, abnegado e perfeccionista, o que o faz admirar as belas artes. É introvertido por natureza. Mas as vezes é levado por seu ânimo a ser extrovertido. Outras vezes enclausura-se como caramujo, chegando a ser hostil. É amigo fiel, mas não faz amigo facilmente, por ser desconfiado.

O fleumático, geralmente é calmo, frio, equilibrado e por isso a vida para ele é feliz e descompromissada; raramente explode em risos ou em raiva, conseguem fazer os outros rirem, mas ele mesmo não solta um sorriso sequer. É habilidoso para promover paz e conciliação.

O colério é ardente, vivaz, ativo, prático e voluntarioso. Por ser decidido e teimoso, torna-se auto-suficiente e muito independente. Por ser ativo, estimula os que estão ao seu redor, não cede sobre pressões. Possui uma firmeza no que faz, o que o faz frequentemente obter sucesso.
 O sanguíneo é eufórico, vigoroso, vive o presente, esquece facilmente o passado e não pensa muito no futuro. Traz em si otimismo e acredita nas coisas, mesmo em meio às adversidades.
Em qual das categorias você se encaixa? Faça o teste de temperamento

9 comentários sobre “Você é sanguíneo, fleumático, colérico ou melancólico?

    1. Bem, eu sou um melancólico-sanguíneo, tenho também algumas características do fleumático. Quase sempre ando deprimido, mas às vezes eu consigo ficar alegre. Raro, mas acontece.

  1. Talvez não sejamos somente um ou dois, mas todos em tempos diferentes.
    A lua, por exemplo, é cheia, minguante, crescente e nova, são quatro luas em uma só, e nem por isso deixa de ser lua.

    Até porque, nós mesmos nos colocamos ou somos colocados em situações que propiciam este ou aquele humor.
    Ultimamente tenho sido analítico como um melancólico, para atividades do dia; geralmente calmo, como fleumático; prático, como o colérico; e vivo o presente como o sanguíneo.

    Bom post.

  2. eu estava convicto que era colerico,mas analisando oque li acima percebo o meu perfil se enquadra mais em ser saguineo-fleumatico,claro que melancolico e colerio fazem parte tbm parte de mim,pquena é verdade,pois sei que esporadicamente temos lapsos não predominantes dos outros temperamentos,me sinto mais aliviado,rs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s